O efeito dos canabinoides no reflexo de estiramento na espasticidade da esclerose múltipla - CBfarma

O efeito dos canabinoides no reflexo de estiramento na espasticidade da esclerose múltipla

O objetivo deste estudo observacional foi avaliar a eficácia de um spray oromucosal de tetraidrocanabinol-canabidiol (THC: CBD) na espasticidade, utilizando o reflexo de estiramento em pacientes com esclerose múltipla (EM). A escala de classificação numérica (ECN) para espasticidade, a escala de Ashworth modificada (EAM) e o reflexo de estiramento foram avaliados antes e durante o tratamento em 57 pacientes com EM e espasticidade elegíveis para o tratamento com THC: CBD. Foi observada uma redução significativa na amplitude do reflexo de estiramento, bem como reduções significativas nos escores de ECN e EAM. Houve baixa concordância entre as três medidas (reflexo de estiramento, ECN e EAM), provavelmente relacionada aos diferentes aspectos de hipertonia muscular avaliados. Os pacientes que responderam ao reflexo de estiramento estavam usando um número significativamente maior de doses do spray, enquanto nenhuma diferença foi encontrada nos respondedores pelas outras escalas, sugerindo que uma dosagem mais alta poderia proporcionar benefícios adicionais se tolerada. O presente estudo confirma a eficácia dos canabinoides na redução da espasticidade em pacientes com EM, sugerindo uma maior sensibilidade e especificidade do reflexo de estiramento em comparação com outras medidas. Como uma medida objetiva e quantitativa da espasticidade, o reflexo de estiramento é particularmente útil para avaliar os efeitos dos canabinoides na excitabilidade da medula espinhal e pode desempenhar um papel em futuros estudos farmacológicos.

Faça o upload da sua documentação

Indique o seu médico

Faça o upload da sua documentação