Cannabis enriquecida com CBD para transtorno do espectro do autismo: uma experiência de um único centro na Turquia e revisões da literatura - CBfarma

Cannabis enriquecida com CBD para transtorno do espectro do autismo: uma experiência de um único centro na Turquia e revisões da literatura

O estudo incluiu 33 crianças diagnosticadas com transtorno do espectro do autismo que foram acompanhadas entre janeiro de 2018 e agosto de 2020. A dosagem média diária de canabidiol (CBD) foi de 0,7 mg/kg/dia (0,3–2 mg/kg/dia). A duração média do tratamento foi de 6,5 meses (3-28 meses). As preparações usadas neste estudo continham CBD de espectro total e tetrahidrocanabinol (THC) de menos de 3%. As principais melhorias do tratamento foram as seguintes: uma diminuição dos problemas comportamentais foi relatada em 10 pacientes (32,2%), um aumento na linguagem expressiva foi relatado em 7 pacientes (22,5%), uma melhora na cognição foi relatada em 4 pacientes (12, 9%), um aumento na interação social foi relatado em 3 pacientes (9,6%) e uma diminuição nos estereótipos foi relatada em 1 paciente (3,2%). Os pais relataram melhora na cognição entre os pacientes que aderiram ao tratamento de cannabis enriquecido com CBD por mais de dois anos. A droga antipsicótica só pôde ser interrompida em um paciente que apresentou sintomas leves de TEA. Além disso, este estudo inclui uma extensa revisão da literatura sobre o tratamento com CBD no transtorno do espectro do autismo. De acordo com estudos recentes, a dose média de CBD foi de 3,8±2,6 mg/kg/dia. A proporção de CBD para THC nas preparações usadas foi de 20:1. As melhorias mais significativas foram observadas nos problemas comportamentais relatados em 20 a 70% dos pacientes.

Faça o upload da sua documentação

Indique o seu médico

Faça o upload da sua documentação