Cannabis medicinal: outra peça no mosaico da autoimunidade? - CBfarma

Cannabis medicinal: outra peça no mosaico da autoimunidade?

A legalização do uso medicinal da cannabis está aumentando rapidamente em todo o mundo, aumentando a necessidade de avaliar as implicações médicas da cannabis. Atualmente, as evidências apóiam a cannabis e seus ingredientes ativos como agentes imunomoduladores, afetando células T, células B, monócitos e células da microglia, causando uma redução geral na expressão de citocinas pró-inflamatórias e um aumento nas citocinas anti-inflamatórias. Devido às evidências de apoio dos canabinóides como agentes imunomoduladores, surgiram pesquisas com foco nos canabinóides e na autoimunidade. Vários ensaios clínicos em esclerose múltipla, doença inflamatória intestinal e fibromialgia sugerem a eficácia da cannabis como um modulador imunológico. No entanto, resultados contraditórios e falta de ensaios clínicos em larga escala obscurecem esses resultados. Apesar da falta de pesquisa clínica, experimentos in vitro e in vivo em artrite reumatóide, diabetes tipo 1 e esclerose sistêmica demonstram uma correlação entre a atividade da doença e os canabinóides.

Faça o upload da sua documentação

Indique o seu médico

Faça o upload da sua documentação