Canabidiol no tratamento da epilepsia: uma revisão focada em evidências e lacunas - CBfarma

Canabidiol no tratamento da epilepsia: uma revisão focada em evidências e lacunas

Apesar do crescente número de medicamentos antiepilépticos disponíveis, aproximadamente um terço dos pacientes tratados não se tornam livres das convulsões, indicando um alto índice de resistência aos fármacos. Essa revisão incluiu 8 estudos clínicos, realizados entre 2016 e 2018 e a maioria dos participantes dos estudos apresentava epilepsia refratária. As doses de CBD variaram entre 5mg/kg a 50 mg/kg. Todos os ensaios revelaram redução média na frequência total de crises convulsivas entre 40% a 60% e os efeitos colaterais observados foram leves, como distúrbios gastrointestinais, tontura e perda de apetite, e cessados em até 1 mês após o início do tratamento.

Faça o upload da sua documentação

Indique o seu médico

Faça o upload da sua documentação